Meu nome é Sandro Roberto Hoici, médico urologista a 17 anos em Nova Andradina, eleito vereador em 2008 e reeleito em 2012. Criei este blog para tratar de assuntos de saúde e também prestar contas sobre meu trabalho na Câmara Municipal.

Destaque

Campanha Saco é um Saco

Campanha

Saco é um saco


Participe você também!

Citação

“O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não.”
por Ghandi

Educação

27
abr

Com substituição gradativa do papel comum por reciclado, Dr. Sandro propõe gestão ambiental ao Executivo

Com substituição gradativa do papel comum por reciclado, Dr. Sandro propõe gestão ambiental ao ExecutivoCom a proposta de auxiliar a administração municipal com projetos e ações que tratam da boa gestão ambiental do município, o vereador democrata Sandro Hoici defende a substituição gradativa de papel comum por reciclado e não clorado nos materiais de expediente e publicações, em todas as unidades públicas subordinadas ao Poder Público Municipal.

A defesa e preservação do meio ambiente pautam a justificativa da indicação, aprovada por unanimidade pela Câmara, em Sessão Ordinária desta segunda-feira (24). “Devemos considerar que o Poder Executivo, nos seus vários níveis e serviços, pode contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de responsabilidade ambiental e cidadania, aferíveis não só pela prática, mas também pelo exemplo”, argumenta o parlamentar.

De acordo com o autor da proposta, com a adoção do uso do papel reciclado e não clorado nos materiais de expediente e publicações, o Poder Executivo, pelo seu peso e responsabilidade, assume um importante protagonismo na difusão de medidas de impacto ambiental positivo, tornando-se referência frente às demais instituições e aos cidadãos.

“Hoje o papel reciclado, devido ao constante aperfeiçoamento tecnológico, substitui o papel branco e clorado sem nenhuma defasagem do ponto de vista da qualidade e do tempo de trabalho e manuseio. No aspecto econômico, a diferença de preços é pouco relevante em relação a sustentabilidade ambiental que esta sugestão oferece”, defende.

06
abr

Campus promove prevenção a infecções sexualmente transmissíveis

_MG_0384O Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) promoveu no último sábado, 1º, uma atividade voltada à prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e gravidez na adolescência.

O encontro foi realizado na Câmara dos Vereadores e aberto a toda a comunidade. Foram exibidos vídeos abordando o tema, além de uma palestra ministrada pelo médico urologista da Rede Municipal, Sandro Hoici.

_MG_0362Ele destacou as formas de contágio, sintomas e prevenção a doenças como hepatite, HIV, HPV e sífilis, entre outras. As ISTs são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos.

Também foram apresentados dados sobre a contaminação de HIV no Brasil, em Mato Grosso do Sul e em Nova Andradina. No município, até 2014, existiam 143 casos confirmados. Hoici explicou que esse número pode ser multiplicado por 3 vezes para estimar o número total de contaminados, já que muitas pessoas não sabem que possui.

“O HIV hoje não recebe o mesmo destaque que recebia anteriormente, principalmente nos meios de comunicação, mesmo assim continua infectando e fazendo vítimas no país”, afirmou o médico.

_MG_0376Ele destaca que o objetivo da palestra é chamar a atenção de estudantes e pais para necessidade de prevenção. “Nossa principal função é a informativa. É importante que eles conheçam as doenças mais incidentes e as formas de prevenção, uma vez que é muito mais fácil prevenir as doenças do que tratá-las quando acontece o contágio”.

Conscientização – Para a enfermeira do Campus Nova Andradina, Daniela Santi, a palestra visa conscientizar os estudantes ao risco que eles se expõem quando não se previnem.

O uso de preservativo (camisinha) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das doenças, além de evitar a gravidez. Os preservativos, tanto o masculino quanto o feminino, podem ser retirados gratuitamente nas unidades públicas de saúde.

A estudante do curso técnico integrado em Agropecuária, Paloma Nantes, 16, foi uma das participantes da palestra. “Acho importante o assunto ser abordado no ensino médio, entre os adolescentes. É essencial termos acesso às informações, saber as formas de prevenção e os sintomas das principais doenças”, comentou.

_MG_0353A ação de prevenção às ISTs seguirá nos dias 27 e 28 de abril, com a campanha de teste rápido para doenças como HIV, sífilis e hepatites virais, na enfermaria do campus. Também será ofertado acompanhamento antes e após o teste para os participantes.

A campanha se destina a estudantes maiores de 18 anos e servidores do IFMS, sendo desenvolvida em parceria com a Prefeitura Municipal.

ISTs – São transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de preservativo com uma pessoa que esteja infectada. A transmissão pode ocorrer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, parto ou amamentação.

O tratamento do paciente melhora sua qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções. O atendimento e o tratamento são gratuitos nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

A terminologia Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passa a ser adotada em substituição à expressão Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), porque destaca a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais e sintomas.

_MG_0347

03
abr

Para que município regulamente circulação de bicicleta, indicação é apresentada na Câmara

Para que município regulamente circulação de bicicleta, indicação é apresentada na CâmaraPara que o município regulamente a circulação de bicicletas no trânsito de Nova Andradina, indicação parlamentar que trata sobre o tema foi apresentada na Câmara, em Sessão Ordinária desta segunda-feira (27). A iniciativa é de autoria do vereador democrata, Dr. Sandro Hoici.

Pauta a justificativa da indicação, a readequação significativa que o trânsito de Nova Andradina está passando. “Esta readequação tem alguns efeitos colaterais, pois como pôde ser verificado por este vereador, os ciclistas não estão obedecendo as novas regras de trânsito, andando muitas vezes na contra mão de direção, podendo via de regra, causar ou sofrer graves acidentes”, justifica.

O parlamentar considera ainda que, é necessária a realização de uma campanha informativa/educativa, visando alertar os ciclistas sobre este reordenamento, e que a população em geral também está sujeita às regras de trânsito.

“A colaboração de todos fará com que o trânsito flua de maneira mais positiva”, complementa. Aprovada por unanimidade pelos vereadores, a indicação foi encaminhada ao Diretor do Departamento Municipal de Trânsito (Demtran) e ao Executivo Municipal.

24
mar

Dr. Sandro propõe que Câmara substitua copos descartáveis por reutilizáveis

Dr. Sandro propõe que Câmara substitua copos descartáveis por reutilizáveisO vereador democrata Sandro Hoici reiterou em Sessão Ordinária da Câmara, nesta segunda-feira (20), o pedido de substituição dos copos descartáveis por copos reutilizáveis. A ideia é que servidores do Legislativo Municipal tenham um copo reutilizável individual para uso diário. A proposta requer ainda que a aquisição dos reutilizáveis para uso dos funcionários seja por conta da Casa de Leis.

Conforme o Parlamentar, o consumo de copos descartáveis diariamente é de, em média, quatro por funcionário, o que totaliza 80 copos ao final do mês. “A Câmara Municipal conta atualmente com 54 servidores, o que resulta no uso de 4.320 copos descartáveis mensalmente”, explicou.

Vale ressaltar que o preço unitário de cada copo custa em torno de R$ 0,03. Por ano seria gasto R$ 1.555,20, totalizando um montante de R$ 6.220,80 ao final de cada mandato. Com a aquisição de copos reutilizáveis para cada funcionário será gasto apenas uma única vez o valor de R$ 216,00, já que cada copo custa em torno de R$ 4,00.

Dr. Sandro acrescentou que os copos descartáveis ficarão disponíveis apenas para visitantes. “Apenas ¼ do que se compra hoje, ou seja, 75 mil unidades, ficará a disposição para o uso dos munícipes”, salientou.

O Vereador evidenciou que além de reduzir custos a proposição visa contribuir com a preservação ambiental, já que um copo descartável leva em torno de 250 a 400 anos para se decompor.

Dr. Sandro também considera importante a substituição para a saúde do servidor. “Segundo o Ministério da Saúde, os copos descartáveis possuem em sua composição uma substância chamada Estireno, que quando em contato com café quente solta uma quantidade acima do considerado seguro, podendo causar câncer”, esclareceu.