Meu nome é Sandro Roberto Hoici, médico urologista a 17 anos em Nova Andradina, eleito vereador em 2008 e reeleito em 2012. Criei este blog para tratar de assuntos de saúde e também prestar contas sobre meu trabalho na Câmara Municipal.

Destaque

Campanha Saco é um Saco

Campanha

Saco é um saco


Participe você também!

Citação

“Eu não sou nada. A agropecuária é tudo. Que sua verdade seja proclamada.”
por Kátia Abreu

Respostas aos Internautas

26
fev

Resposta sobre Inclusão Digital

Resposta ao internauta:

“Ola Doutor. Louvável a vossa preocupacao com a inclusao digital na sociedade. Porem vejo que isto beneficiaria apenas uma parcela da comunidade. Interessante seria um projeto para REZUZIR a tarifada ENERGIA ELETRICA, e eliminar ou amenizar a TAXA DE ILUMINACAO PÚBLICA. Isto sim pesa no bolso de todos hoje, e com certeza vai beneficiar RICOS E POBRES. Pense nisso, de que adianta internet gratis, se o cara nao tem dinheiro pra comprar computador e muito menos pagar em dia a conta de luz.”

Pelo contrário, a inclusão digital irá beneficiar grande parcela da comunidade, principalmente as pessoas mais carentes, visto que a inclusão irá trazer enriquecimento no conhecimento, maior capacitação, maior integração, e consequentemente, melhores condições para lutar no mercado de trabalho, maior renda, e ascenção social. O governo dispoem de vários programas para financiamento de computadores, e ainda existem os projetos de centros comunitários de inclusão digital, que beneficiam também aqueles que não possuem computador, e também contamos com o centro de inclusão digital municipal, que estará em funcionamento no próximo mês.

Em referencia a tarifa de energia elétrica, concordo com você, mas não é competência do município legislar sobre isso, e sim do Estado, que de certa forma, está “amarrado”, pelo contrato firmado no momento da privatização, e a quebra de contrato resultaria em multa milionária. No entanto, a tarifa é um embate antigo dos nossos Deputados, que recentemente conseguiram uma redução de cerca de 8%. Mas a algum tempo, para consumidores de baixa renda, que consomem até 30kWh/Mês, existe desconto de 65%, para aqueles que consomem entre 30~100kWh/Mês, desconto de 40%, e aqueles que consomem entre 100~220kWh/Mês, desconto de 10%, e ainda, para aqueles que estiverem inscritos em algum programa social do governo federal (Bolsa Familia e outros), e também se inscreverem no programa de “Tarifa Social para Consumidores de Baixa Renda”, e estiverem consumindo até 80kWh/Mês, conseguem desconto de 75%, e entre 80~220kWh/Mês, desconto de 25%.

Quanto a taxa de iluminação pública, que é competência do municipio, também é uma questão, de longa data, bastante discutida.  Se eliminarmos a taxa, corre-se o risco de comprometer a sustentabilidade da iluminação municipal, podendo trazer vários prejuizos a população, outrossim, reduzir sem fazer um aporte com recursos captados de outro setor. Este tema carece de um estudo detalhado para que possamos apresentar algum parecer com soluções alternativas.

26
fev

Resposta sobre PSF Móvel

Resposta ao internauta:

“Prezado Doutor, como sei que o senhor conhece de saude, sugiro que criasse um projeto de Atendimento à saude paras comunidades rurais, só que de forma volante, isto é: Um veículo tipo um PSF MOVEL, com um medico, uma auxilar e MEDICAMENTOS BÁSICOS, para resolver problemas simples, evitando que este trabalhador do campo se desloque até a cidade para engrossar a fila de atendimentodo SUS. Fica aqui minha sugestao. Abracos. Marcos Guimaraes”

Caro Marcos, informo a você que este projeto de PSF Móvel foi promessa de campanha do prefeito, Sr. Gilberto Garcia, e já se encontra em fase de estudos para implantação deste, no entando depende de verbas a serem dotadas no orçamento do próximo ano. Este PSF móvel irá atender mediante a agendamento prévio, e com local pré-determinado, mas o mais próximo possível dos assentamentos e comunidades rurais, a fim de reunir um número minímo de pessoas desse  local, no intuito de gerir maior eficiência, sustentabilidade do projeto, e consequentemente maior economia, que poderá ser revertida em outras áreas da saúde. Creio que no proximo ano, este projeto esteja em pleno funcionamento.