_MG_0384O Campus Nova Andradina do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) promoveu no último sábado, 1º, uma atividade voltada à prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e gravidez na adolescência.

O encontro foi realizado na Câmara dos Vereadores e aberto a toda a comunidade. Foram exibidos vídeos abordando o tema, além de uma palestra ministrada pelo médico urologista da Rede Municipal, Sandro Hoici.

_MG_0362Ele destacou as formas de contágio, sintomas e prevenção a doenças como hepatite, HIV, HPV e sífilis, entre outras. As ISTs são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos.

Também foram apresentados dados sobre a contaminação de HIV no Brasil, em Mato Grosso do Sul e em Nova Andradina. No município, até 2014, existiam 143 casos confirmados. Hoici explicou que esse número pode ser multiplicado por 3 vezes para estimar o número total de contaminados, já que muitas pessoas não sabem que possui.

“O HIV hoje não recebe o mesmo destaque que recebia anteriormente, principalmente nos meios de comunicação, mesmo assim continua infectando e fazendo vítimas no país”, afirmou o médico.

_MG_0376Ele destaca que o objetivo da palestra é chamar a atenção de estudantes e pais para necessidade de prevenção. “Nossa principal função é a informativa. É importante que eles conheçam as doenças mais incidentes e as formas de prevenção, uma vez que é muito mais fácil prevenir as doenças do que tratá-las quando acontece o contágio”.

Conscientização – Para a enfermeira do Campus Nova Andradina, Daniela Santi, a palestra visa conscientizar os estudantes ao risco que eles se expõem quando não se previnem.

O uso de preservativo (camisinha) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das doenças, além de evitar a gravidez. Os preservativos, tanto o masculino quanto o feminino, podem ser retirados gratuitamente nas unidades públicas de saúde.

A estudante do curso técnico integrado em Agropecuária, Paloma Nantes, 16, foi uma das participantes da palestra. “Acho importante o assunto ser abordado no ensino médio, entre os adolescentes. É essencial termos acesso às informações, saber as formas de prevenção e os sintomas das principais doenças”, comentou.

_MG_0353A ação de prevenção às ISTs seguirá nos dias 27 e 28 de abril, com a campanha de teste rápido para doenças como HIV, sífilis e hepatites virais, na enfermaria do campus. Também será ofertado acompanhamento antes e após o teste para os participantes.

A campanha se destina a estudantes maiores de 18 anos e servidores do IFMS, sendo desenvolvida em parceria com a Prefeitura Municipal.

ISTs – São transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de preservativo com uma pessoa que esteja infectada. A transmissão pode ocorrer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, parto ou amamentação.

O tratamento do paciente melhora sua qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções. O atendimento e o tratamento são gratuitos nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

A terminologia Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) passa a ser adotada em substituição à expressão Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), porque destaca a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais e sintomas.

_MG_0347

Veja também:

  1. Campus da UFMS de Nova Andradina é inaugurado
  2. Dr. Sandro promove incentivo no jogo CENA x Ivinhema
  3. Dr. Sandro Hoici promove debates na Câmara Municipal sobre a situação médica no País