Renascimento CPMF O plenário da Câmara será palco nos próximos dias de uma verdadeira batalha entre governo e Oposição. Com argumento de que precisam de mais recursos para a saúde, governistas prometem partir para o ataque pela aprovação de nova CPMF, batizada de Contribuição Social para a Saúde (CSS). Esse ímpeto da base ainda depende, no entanto, da confirmação da liberação das emendas parlamentares por parte do Planalto, que invariavelmente utiliza desse artifício para garantir a aprovação de projetos. Apesar de toda a munição dos governistas, integrantes da Oposição prometem cerrar fileiras contra o imposto além de trazer a população para o centro do debate.
      "Vamos utilizar de todos os mecanismos regimentais para impedir a votação. Vamos para o debate franco trazendo dados para a sociedade que mostram que o governo tem dinheiro, mas gasta de forma perdulária", ressaltou o líder do Democratas na Câmara, Ronaldo Caiado (GO). Para o goiano, o governo aproveita o atual momento de caos na saúde para conseguir apoio à criação da CSS. "Querem criar um imposto no momento em que a população se sente fragilizada pelo constante aumento de mortes pela gripe A. Isso é uma verdadeira chantagem", ressaltou o parlamentar que vai reunir os integrantes da bancada do Partido para realizarem nos estados manifestações de repúdio ao projeto.
      "Vamos para as rádios e para as Tvs para alertar a população", explicou. Além dessa mobilização, o Democratas lança nesta terça-feira (25) um abaixo-assinado eletrônico em conjunto com portal XÔ CSS (www.xocss.com.br). "Como aconteceu na campanha contra a CPMF, é vital que os contribuintes se mobilizem contra a CSS", convocou o deputado Paulo Bornhausen (Democratas-SC). "Ninguém aguenta pagar mais impostos", concluiu.

Charge CSS

Sem mensagens relacionadas.