Entenda melhor a polêmica sobre a relação entre Antitranspirantes e o Câncer de Mama

Antiperspirantes ou antitranspirantes são produtos que inibem ou diminuem a transpiração. A diferença entredesodorante e antitranspirante é que o primeiro serve para remover o odor das axilas, enquanto o segundo é responsável por reduzir a quantidade de suor produzido. Grande parte dos antitranspirantes funciona também como desodorante, porém a maioria dos desodorantes não atua como antitranspirante.

Existe uma grande polêmica relacionada a relação direta entre Antitranspirantes-Câncer de mama. Isso se deve ao fato que os antitranspirantes possuem sais de alumínio e este por sua vez fecham os poros das axilas e impedem a saída de toxinas liberadas naturalmente pelo corpo. Assim, como estas toxinas não podem ser expulsas, formam-se nódulos próximo a região mamária e assim se desenvolve o câncer de mama.

Abaixo encontra-se um trecho do informativo oficial da Anvisa sobre o assunto (você pode ler o artigo completo clicando aqui):
“O corpo humano tem apenas algumas áreas por onde pode eliminar as toxinas: atrás dos joelhos, atrás das orelhas, a área das virilhas e as axilas. As toxinas são eliminadas com a transpiração. Os antitranspirantes  evitam a transpiração, portanto, inibem o corpo de eliminar as toxinas através das axilas. Como não saem pelo suor, o organismo deposita-as nas glândulas linfáticas que se encontram debaixo dos braços. A maioria dos tumores cancerígenos do seio ocorrem neste quadrante superior da área da mama, precisamente onde se encontram as glândulas.
Segundo Pasqualete(11), membro do corpo clínico do CEPEM – Centro de Estudos e Pesquisa da
Mulher, a notícia divulgada na Internet “quase todos os casos de câncer de mama acontecem no quadrante superior da área do peito, justamente onde os nódulos linfáticos estão localizados e que, mulheres que passam antiperspirantes, logo depois de raspar as axilas , aumentam o risco de incidência de câncer” pode ser esclarecida. Continuou o Dr. Pasqualete: “De fato, a incidência de câncer observada neste quadrante é um pouco maior, mas a explicação é simples.
É justamente ali que encontramos a maior quantidade de tecido mamário e, portanto, é uma área com maior possibilidade para desenvolvimento da doença. É importante lembrar que, a drenagem linfática da mama não ocorre apenas na axila, mas em outros locais, como mediastino e peritônio (áreas no tórax)”.
Embora a Anvisa ainda não tenha provado a relação causa-efeito entre antitranspirantes e câncer de mama, muito médicos pedem prevenção, já que alguns efeitos já foram comprovados como por exemplo :

  • Mulheres com câncer de mama têm níveis mais elevados de alumínio em seu líquido aspirado do mamilo (NAF)
  • Estudos mostram alumínio a partir de antitranspirantes é depositada no tecido mamário, e estudos com animais também descobriram que o alumínio pode causar câncer

Eles ainda alertam que os principais fatores de risco para câncer de mama são o histórico familiar, obesidade, alimentação inadequada, tabagismo e faixa etária elevada. A ação mais efetiva que as mulheres podem adotar para se protegerem é submeterem-se anualmente ao exame clínico, fazer mamografia periodicamente. Embora não previna do câncer de mama, a adoção dessas práticas certamente aumentará as chances de detectá-lo precocemente, quando é mais facilmente tratado.

Fonte: Matéria publicada no SerForever

Sem mensagens relacionadas.