DSC_2028Novembro se tornou um período especial para falar sobre a saúde do homem, desde que foi institucionalizado como o mês do combate ao câncer de próstata. Essa iniciativa, além de ser uma responsabilidade social, se faz necessária já que os dados a respeito do câncer de próstata no Brasil e a negligência masculina em relação aos cuidados com a saúde são alarmantes. Hoje, sabe-se que, quando detectado precocemente, 90% dos casos da doença têm grandes chances de cura e aumento de sobrevida.

Apesar de os números do câncer de próstata serem preocupantes no Brasil, não é fácil alcançar o público masculino, especialmente no que se refere à saúde. Em Nova Andradina, o médico urologista e vereador Sandro Hoici foi pioneiro em abordar a questão do câncer de próstata e, desde o ano passado, tem promovido uma programação especial neste mês para disseminar informações sobre a doença e conscientizar homens, para que a saúde masculina seja um processo construído ao longo da vida.

Novembro Azul 2014: Parcerias

A 2ª edição do Novembro Azul foi organizada pelo médico especialista em urologia, Sandro Hoici em parceria com a Uniesp Finan e Secretaria de Saúde, além da Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros, taxistas e Os Movidos.

As ações principais foram centralizadas entre os dias 10 e 14 de novembro, com a realização de palestras em empresas cuja mão de obra é essencialmente masculina como Usina Santa Helena, Frigorífico JBS e Compel.

Nos serviços de saúde do município, estão sendo realizadas cerca de 30 consultas/atendimentos por unidade, distribuição de panfletos, e exames de sangue. Segundo Dr. Após triagem o paciente é encaminhado para uma consulta com especialista e submetido ao exame do toque retal.

Minha sugestão é que cada pessoa faça a consulta médica no mês do seu aniversário e junto com os exames de rotina faça também o exame preventivo do câncer de próstata no público alvo, pontua Dr. Sandro.

Prevenção é fundamental no combate ao câncer de próstata

Para Dr. Sandro, uma das formas de prevenir o câncer de próstata é manter uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras e grãos, diminuição do consumo de gordura animal, manter o peso ideal, não fumar, ingerir bebidas alcoólicas com moderação, e realizar os exames de rotina periodicamente, toque retal e o exame do PSA deve se iniciar periodicidade anual para homens acima dos 50 anos, e 45 anos para os que possuem fatores de risco (doença familiar, raça negra, etc).

O exame

“O exame do toque retal, questionado por alguns homens, dura menos de 15 segundos, é praticamente indolor e não afeta em nada a masculinidade do paciente”, afirma Dr. Sandro.

O balanço da campanha

O técnico de segurança do trabalho da Compel, Sandro Correa Nantes, disse que muitos colegas após assistirem a palestra do urologista tomaram coragem de procurar o médico para fazer o exame. “O pessoal tem aquele preconceito de fazer o exame, acha que vai deixar de ser homem, mas não é bem assim. A palestra é bem informativa, esclarecedora, deixa claro a importância da prevenção”, ressaltou, informando ainda que todo o conteúdo da palestra será divulgado num informativo da empresa para alertar todos os colaboradores da Compel em vários municípios onde está presente, como Dourados e Campo Grande.

Surgimento do Novembro Azul

O movimento surgiu na Austrália, em 2003, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado no dia 17 de novembro. A campanha também é uma forma de homenagem ao Dia Internacional do Homem, data comemorada em 19 de novembro e nunca lembrada.

Em Nova Andradina, a campanha começou a ser realizada por iniciativa do médico Sandro Hoici no ano de 2013, com ações pontuais, mas com boa repercussão na sociedade.

Este ano, com a adesão da Secretaria de Saúde, Uniesp e outras parcerias privadas, o movimento ganhou força e o balanço foi considerado altamente positivo.

Segundo o Inca, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, representando 10% do total de todos os cânceres. Na fase inicial, não costuma apresentar sintomas, e tem 90% de chances de cura.

Com isso Dr. Sandro conclui que “a prevenção ainda é o melhor remédio”.

Veja também:

  1. Dr.Sandro Hoici solicita contratação de mais um ultrassonografista
  2. Dr. Sandro defende a reativação das atividades do Hemocentro
  3. Incompetência faz Lula devolver ao BID US$ 57 mi de saneamento
  4. Dr. Sandro Hoici cobra conclusão da cadeia pública
  5. Dr.Sandro Hoici homenageia médicos