Meu nome é Sandro Roberto Hoici, médico urologista a 17 anos em Nova Andradina, eleito vereador em 2008 e reeleito em 2012. Criei este blog para tratar de assuntos de saúde e também prestar contas sobre meu trabalho na Câmara Municipal.

Destaque

Campanha Saco é um Saco

Campanha

Saco é um saco


Participe você também!

Citação

“O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.”
por Albert Einstein

11
nov

Depredação de espaço público preocupa Dr. Sandro

Depredação de espaço público preocupa Dr. SandroA depredação dos espaços públicos, principalmente da Praça Geraldo Matos Lima, foi tema de discussão na Câmara de Nova Andradina na sessão ordinária de segunda-feira (9).

A depredação dos espaços públicos, principalmente da Praça Geraldo Matos Lima, foi tema de discussão na Câmara de Nova Andradina na sessão ordinária de segunda-feira (9).

A temática foi levantada pelo vereador Sandro Hoici (DEM), que apresentou indicação, propondo ao Poder Executivo que realize a manutenção dos aparelhos de ginástica na referida praça, e ainda a colocação de placas informando que o espaço em torno da Prefeitura está sendo monitorado por câmeras.

Segundo o Parlamentar, essa medida coibiria a depredação do órgão público.

“Em simples caminhada pela praça, pude constatar que vários aparelhos de ginástica necessitam urgentemente de reparos, pois devido ao vandalismo e também a falta de manutenção, poderia causar acidentes e danos à saúde”, pontuou.

Para Dr. Sandro, a ação dos vândalos na referida praça é um problema que vem se arrastando ao longo do tempo. Fato observado pela situação em que os prédios públicos naquela localidade encontram-se, com pichações e muito lixo. “A ação dos vândalos no local é clara, seja pela pichação dos prédios ou mesmo pelo desleixo de jogar lixo em toda a praça, sendo que existem lixeiras espalhadas por todos os lados”, argumentou.

Preocupado com a situação, o Vereador pede ainda ao Executivo que verifique a possibilidade de se aplicar o código de postura do município, com a intenção de punir os vândalos. “Se o mesmo não versar sobre possíveis sansões que seja alterado com esse fim, pois é inaceitável que um espaço utilizado por tantos munícipes seja depredado de tal forma”, explicou.

25
fev

Dr. Sandro sugere campanha educativa para orientar ciclistas sobre trânsito

Praticamente, em todas as sessões, os vereadores têm repercutido as mudanças no trânsito de Nova Andradina. Na última sessão, não foi diferente. Dr. Sandro apresentou uma indicação propondo a realização de campanha educativa para orientar os ciclistas sobre as novas mudanças na sinalização das vias públicas e a necessidade do cumprimento das leis de trânsito.Dr. Sandro sugere campanha educativa para orientar ciclistas sobre trânsito

Dr. Sandro solicitou que o DEMTRAN realize um estudo no sentido de se adequar/regulamentar a circulação de bicicletas no trânsito do município.

As mudanças foram bem significativas nos últimos meses e os ciclistas não estão obedecendo às novas sinalizações, circulando, muitas vezes na contramão de direção. Isso pode provocar, via de regra, graves acidentes”, alertou.

Ele sugere ainda que o mote da campanha informativa/educativa seja um alerta aos ciclistas sobre esses reordenamentos das vias públicas e a colaboração de todos quanto a legislação de trânsito para que a circulação de veículos flua com total segurança para pedestres e motoristas.

09
ago

Dr. Sandro quer que município desenvolva Projeto Recicloteca

O vereador Dr. Sandro Hoici apresentou indicação durante a sessão de segunda-feira, dia 05 de agosto, reiterando indicação encaminhada em 2012, solicitando que seja implantado o Projeto Recicloteca, com a finalidade de fornecer informações sobre reciclagem e meio ambiente.

Dr. Sandro quer que município desenvolva Projeto ReciclotecaA proposta do vereador Dr. Sandro Hoici é de que o projeto seja desenvolvido na Biblioteca Municipal, onde será disponibilizado calendário de atividades programadas para abordar temas relativos ao meio ambiente, realização de oficinas sobre reaproveitamento de materiais recicláveis, além de orientar a comunidade sobre coleta seletiva. A biblioteca poderá ainda ser utilizada para apresentação de palestras, vídeos, cursos e campanhas relacionadas ao meio ambiente. “Temas como água, energia, lixo, aquecimento global, educação ambiental e informação ambiental poderão ser explorados na recicloteca”, afirmou Dr. Sandro.

05
jun

Dr. Sandro pede manutenção na Praça do Horto Florestal e Constante Atenção a DENGUE

O vereador Dr. Sandro Hoici solicitou na última sessão, realizada na segunda-feira, dia 27 de maio, que seja realizada manutenção na praça do Bairro Horto Florestal.Dr. Sandro pede manutenção na Praça do Horto Florestal

Dr. Sandro considera que a praça encontra-se em situação de abandono, com calçamento quebrado em alguns trechos da passarela, o mato está cobrindo boa parte do gramado, com pequenos morros que na verdade tratam-se de formigueiros gigantes, e foi verificado ainda que ao menos 25 luminárias precisam ser reparadas ou trocadas. “Esta praça, bem como todas as outras, precisam receber constante manutenção, pois tratam-se de bens públicos e que são bastante utilizados pelos munícipes”, afirmou o vereador.
Na sessão, o vereador ainda mostrou um banner do combate à dengue, e reafirmou que estará durante todo o ano realizando diversas ações visando o combate ao mosquito Aedes aegypti, “porque temos que nos preocupar todos os dias, não somente nas situações de crise e proliferação da dengue, a responsabilidade é de todos nós”, disse o vereador, que contou com o apoio de todos os vereadores da Casa.
MEIO AMBIENTE – Em outra indicação, Dr. Sandro pede a regulamentação da Lei nº 825, de 27 de julho de 2009, de sua autoria que tem o objetivo de criar um programa educativo para discussão do meio ambiente e sua preservação, possibilitando a interação entre jovens, pais, professores, profissionais das áreas de saúde, meio ambiente e da agricultura, além de incentivar ações coletivas visando a melhoria da qualidade de vida e preservação do meio ambiente.

11
nov

Requerimento de Dr. Sandro questiona uso de software proprietário na gestão escolar

software-publicoO vereador Dr. Sandro Hoici apresentou requerimento em sessão ordinária desta segunda-feira, solicitando informações do Secretário de Tecnologia da Informação, José Carlos Paiva Souza, e da Secretária de Educação, Nair Lorencini Russo, à respeito da implantação do sistema de gestão escolar no âmbito municipal.

O Executivo municipal licitou a contratação de empresa para prestação do serviço de implantação do sistema de gestão escolar, e a empresa vencedora do certame utiliza software proprietário, no entanto, há opções em software livre disponíveis, que motivou o vereador Dr.Sandro a questionar se, preliminarmente, foi realizado estudo técnico levantando as carências e demandas a curto, médio e longo prazo que poderiam ser otimizados com o auxílio de um software de gestão escolar. Outra questão apresentada aponta se foi realizada alguma pesquisa averiguando se o que existe no mercado poderia atender a demanda estudada, e ainda se na licitação que trata da contratação dos serviços técnicos, a razão que tornou obrigatório o uso do banco de dados Sybase SQL em ambiente Windows, medida que restringiu o escopo de empresas que poderiam participar da licitação.

Segundo Dr. Sandro, é preciso justificar os custos com licenciamento do SGDB (Sistema Gerenciador de Banco de Dados) e do Sistema Operacional, já que existem alternativas em software livre que são gratuitas e sem restrições. A integração ao sistema de folha de pagamento também foi questionada, pois não foram estabelecidas formas de cooperação ou padronização aberta que permitisse que as empresas estudassem maneiras para adequar seus sistemas a esse quesito.

O vereador indaga ainda se foi utilizado alguma métrica ou referencial que comprove uma melhor relação custo/benefício na utilização de um software proprietário, em detrimento a utilização de software livre e de código aberto, citando como exemplo o i-Educar, opção incentivada pelo Governo Federal, e que tem solucionado o problema de gestão escolar de inúmeras cidades do país. Além dos questionamentos, o requerimento solicita ainda o fornecimento de cópias dos processos licitatórios.

“Mais do que simples redução de custos com licenças de utilização, a adoção de software livre possibilita desenvolvimento tecnológico, diferenciação de produtos e serviços, independência do fornecedor único e maior segurança na execução de processos. Em Nova Andradina, o trabalho de gestão escolar, até então, era feito principalmente de modo manual, e a implantação de um novo sistema, obrigatoriamente, independente de tecnologia, demanda treinamento, este que poderia ser realizado em um sistema rodando em software livre, oportunidade única de conciliar economia e eficiência, e ainda, alinhado com as diretrizes do governo federal, que em breve estarão em vigor”, justifica Dr. Sandro.